19 maio 2015



ELÍPTICA

Para onde caminha a humanidade?
Para o abismo sombrio da falta de liberdade,
ou para o desespero da ausência de amor e de esperança...
Para onde caminha a desesperança?
Para o desalento de um sonho
perdido de uma criança pela bala que tirou a vida
de quem lhe deu a vida,
ou para o desenrolar de uma lágrima do adeus
acovardado no entardecer em chamas...
Para onde caminha a desigualdade?
Para o terrorismo que afronta
o mundo com sua barbárie,
ou para o racionalismo duvidoso das nações que não
dá fim a tal atrocidade...
Para onde caminha nossa humanidade?

CATARINA POETA

2 comentários:

Néia disse...

Acho que hoje caminha pra lugar algum...Lindo texto profundo e inteligente.

Ana Pereira disse...

Boa tarde
Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/

Postar um comentário