03 junho 2010

ORBIS


Neste momento,
na singularidade do instante,
busco orbes sentimentais,
atônita com a sutileza
energética que envolve
as pálpebras,
as pupilas dilatadas,
o assombramento
da visão transcendental,
que amálgama
o teu olhar no meu.

Catarina Poeta

1 comentários:

GEÓRGIA disse...

Está lindo seu blog...Parabéns!

Postar um comentário