12 setembro 2009

LEMBRANÇAS

Até onde lembro,
gosto dos dias mais longos,
das noites mais intensas...
Gosto da brisa nos cabelos,
das gotas de chuva no rosto...
Gosto de pisar na areia fina,
de sentir as águas molhando meus pés...
Gosto da luz do alvorecer,
de olhar as primeiras estrelas...
Gosto de sentir uma voz suave nos ouvidos,
de sentir as mãos percorrendo meu corpo...
Gosto de salivar gostosamente ao sentir sabores,
de estar o tempo todo apaixonada...
Gosto de olhar o horizonte,
de vencer os medos...
Gosto de estar feliz sem saber o por quê,
de viver cada segundo como se fosse o último...
Gosto de adormecer ao lado de quem amo,
e de acordar sorrindo dentro de um olhar.

Catarina Poeta

6 comentários:

railer disse...

lindíssimo esse.

também gosto de sentir água molhando meus pés.

fabiano Silmes disse...

Belo e sensível...este seu texto me deixou pensando nas coisas simples da vida...de uma forma mais - digamos que: - introcpectiva.


Beijos!

Jairo Souza disse...

Linda sua poesia! devemos estar há todo tempo apaixonados pela vida mesmo! Aliás suas poesias são mt interioristas bem tocantes! Abçs!

Lyra disse...

Gostar dessas deliciosas lembranças é, decididamente, gostar de viver!
Viva a vida!!!!

Até breve.

Bejijinhos,
Lyra ;O)

Soraya Azevinho disse...

gostar de coisas bonitas :)

PaTiizinha disse...

uiii tá mesmo espectacular .

é mesmo da sua autoria?!

Parabéns. Gosto mesmoo +.+

identifiquei me nele paah .

Postar um comentário