28 agosto 2008

O SOL EM MINHA VIDA

Estava olhando o mar na praia de Canasvieiras, num fim de tarde ensolarado deste inverno totalmente atípico. O sol deitando no horizonte despedindo-se do dia, pareceu-me sonoro e cheguei mesmo a ouvir uma música suave no meu ato contemplativo.
As ondas iam e vinham beijando a areia e as gaivotas planavam sobre as águas espelhando-se no mar azul. Naquele instante, veio em minha mente a grandeza de todo aquele quadro e um forte sentimento de gratidão por eu poder estar ali naquele exato momento, vislumbrando tamanho espetáculo da natureza. E eu sei, que se for novamente num outro dia, o espetáculo se repetirá, mas não será o mesmo, pois a água não corre duas vezes no mesmo lugar.
Hoje, transportei esta vivência para minha vida.
Quero que a cada dia eu possa fazer um novo recomeço, um novo pôr-do-sol, uma nova caminhada. Quero olhar para trás e lembrar com carinho de tudo o que vivi e olhar para frente com a certeza de que serei capaz de possibilitar um mar de oportunidades em termos de relacionamentos, conquistas profissionais e tudo o mais que possa servir para o meu amadurecimento e aperfeiçoamento pessoal.
E, espero sinceramente, um dia encontrá-lo na praia para observar junto comigo, o sol deitando no mar...

Catarina poeta

2 comentários:

mariam disse...

Olá.
belo texto poetico!
o mar é inspirador, regenerador...

votos para que os seus anseios sejam realidades...boa sorte

fiz um pequenino hiato, de dia e meio nestas férias, regressei à "base" e à net, sigo amanhã para Madrid e Saragoça, vou à EXPO (apenas 3 dias), depois Castelo branco, quando voltar em meados de Setembro, vou ler tudinho com calma, agora vim só dar um abraço

e um sorriso :)

railer disse...

uau, tava bem inspirada hoje. gostei.

eu sou apaixonado pelo mar (sou mineiro, né) e esse tipo de paisagem me encanta.

o dia em que a gente se conhecer vamos ver o pôr-do-sol!

Postar um comentário