29 julho 2008

AMOR AMIGO... AMIGO AMOR

"Pra onde vai o meu amor, quando tudo acaba?", pergunta Chico Buarque, entre outras lindezas poéticas, na canção Almanaque. Em torno dessa aparentemente irrespondível pergunta do poeta, gravitam outras questões. Penso que quando há na relação uma estrutura embasada numa forte e sólida amizade, este amor se recicla e permanece de uma outra forma, pois amigos verdadeiros superam quaisquer obstáculos, até mesmo o rompimento de uma relação amorosa, ou de uma arrebatadora paixão. Cabe lembrar como já falei aqui no blog, que no amor ocorre o paradoxo de que dois seres tornam-se um e contudo permanecem dois. E, neste universo amplo e fantástico que são dois seres unidos por um sublime sentimento, a essência maior pode ser a amizade, quando ambos são emocionalmente maduros. Eu, particularmente, sonho viver um desses gloriosos momentos, em que uma incrível amizade é também uma agradável paixão. É como naquela canção dos Tribalistas, que fala da velha infância. Gosto do trecho que diz: “meu riso é tão feliz contigo, o meu melhor amigo é o meu amor”. O bom disso, deve ser ter ideais parecidos, compartilhar muitos momentos divertidos, rir de brincadeiras que criam e outras que aprendem juntos, dançar, ir ao cinema, comer pipoca, lembrar dos amigos em comum, praticar esportes, caminhar juntos, ler livros e conversar a respeito, ouvir músicas e cantar bem alto, falar de planos para o futuro e o mais interessante, é ter planos individuais mas que seguem paralelos. Respeitando as diferenças e acima de tudo, conservar um imenso carinho um pelo outro. E, mesmo que a paixão acabe um dia, a amizade permanecerá... Eu não tenho dúvida alguma! Por isso, gosto muito deste poema de Einstein e compartilho com vocês, pois é muito lindo ver a amizade deste jeito:


Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.
Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há de lembrar.
Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.
Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.
Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.
Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

Albert Einstein

8 comentários:

Gerlane disse...

Concordo contigo!

Particularmente, já tive uns amores-amigos que hoje são uns amores de amigos. É a teoria da transformação. "Nada se perde, nada se cria, tudo se transforma."

Beijos!

Dois Rios disse...

Eu estava com uma estrofe de Almanaque engatilhada para colocar no Blog. Incrível coincidência! Um dia ela aparecerá por lá, portanto não estranhe.
---
Quanto ao seu texto, você tem toda razão. Uma vez eu li em algum lugar que a paixão é uma enfermidade com data certa para terminar. Se depois que passa esse turbilhão de sensações e desejos algo ainda restar, é porque ela deu lugar ao amor. E amor é isso: um partilhar de sentimentos, uma cumplicidade muito particular e um estar junto amplamente prazeroso. O amor é um sentir-se confortável com o outro sem que isso se caracterize costume. Há que haver um "surpreender-se" que sempre fará da relação um novo acontecer.
Adorei o seu texto! Me vi nas entrelinhas.
Beijo grande,

railer disse...

amizade é tudo. pra mim ela é a base pra todos sentimentos.

ROSA E OLIVIER disse...

"Desde mi ventana,
campo de Baeza,
a la luna clara!"

António Machado, nasc. 26/7/1875, Sevilla...para ti...

Maria Anjos Varanda disse...

A amizade é a base de qualquer relação....acima de tudo e antes de tudo tem de existir amizade...para que as coisas funcionem .....

Beijos

coisas&letras disse...

Oi,
gosto da forma como vê as coisas... e o poema é perfeito.
Mas confesso que há dias em que estas teorias são mais dificeis de acreditar... Embora goste muito deste ideal!

Venho também agradecer a visita e o comentário.

deixo um beijo e a promessa que voltarei logo que tenha oportunidade:
C&L :)

coisas&letras disse...

Oi,
gosto da forma como vê as coisas... e o poema é perfeito.
Mas confesso que há dias em que estas teorias são mais dificeis de acreditar... Embora goste muito deste ideal!

Venho também agradecer a visita e o comentário.

deixo um beijo e a promessa que voltarei logo que tenha oportunidade:
C&L :)

Anônimo disse...

oi!!!
estou passando por um grande momento em minha vida.
amo uma garota, mas nao sou correspondido, eu ja fui para ela uns dos seus melhores amigos mas como eu nao pretendia ficar so na amizade ela começou a me cortar, hoje ela e eu temos 18 anos, ela foi para outra cidade estudar engenharia, e é a mesma cidade em que vou estudar informatica,
eu a amo com todo o meu coraçao, mas ja nao sei mais o que fazer.
ela sabe que eu a amo, mas nuca disse nem que sim nem que nao, acho que para nao me magoar, eu a amo de amor, durante os 7 anos em que gosto dela a cada ano a cada segundo eu gosto mais, mas nao gosoto pela aparencia mas sim pela grande pessoa e amiga que ela foi e e ainda pra mim!!!
12/05/09 parana Brasil. xD

Postar um comentário